20/12/2019

Os Grandes leem aos pequenos


Ler e ouvir ler, numa atividade de partilha de experiências enriquecedora e proveitosa, continua a ser o objectivo fundamental do espaço “Os Grandes leem aos pequenos”.
Os intervalos das manhãs de terça e quarta feira são assim destinados a todos as alunos do 1.º e 2.º ano de escolaridade que acorrem à BE para ouvir os seus colegas do 4.º e 3.º anos de escolaridade que lêem para eles um livro da sua eleição.
Esta atividade bissemanal regista já a participação de 20 leitores e de 425 ouvintes, havendo já uma considerável  “lista de espera”  para o segundo período.
Parabéns a todos os leitores pelo vosso empenhamento e pelo vosso sentido de responsabilidade.

Oiço, comunico e aprendo...


Oiço: histórias relacionadas com as minhas atividades escolares.
Comunico: com os colegas e com os professores.
Aprendo: de uma forma simples e divertida coisas essenciais para a vida.

Três passos de uma atividade realizada com os alunos do primeiro ano de escolaridade, na biblioteca escolar, com a qual, e através da comunicação, os alunos podem estruturar e consolidar melhor a sua identidade pessoal e alargar  competências. Foram desenvolvidas dezoito sessões, com as quatro turmas.


Crescer a ouvir ler


Porque nunca é demasiado cedo para ler e ouvir ler, esta é a atividade desenvolvida com as crianças do pré-escolar da EBSCT.
De acordo com a Academia Americana de Pediatria, “ler regularmente com crianças pequenas estimula padrões ótimos de desenvolvimento do cérebro e fortalece o relacionamento das crianças com os adultos num momento crítico do desenvolvimento infantil, contribuindo para o desenvolvimento de competências de linguagem, de literacia e sócio-emocionais, que duram uma vida inteira”.
Quinzenalmente,  as turmas do pré-escolar deslocaram-se  à biblioteca escolar para ouvir ler histórias relacionadas com as unidades didáticas abordadas em sala de aula, registando-se  momentos em que se manifestaram livremente e partilharam gostos e preferências. Ao longo do período foram realizadas catorze sessões.  

Articulação com a Equipa de Saúde Escolar – Postura Corporal



De acordo com o tema curricular,  a Saúde do Nosso Corpo, as enfermeiras da UCC Chaves1 Alto Tâmega e Barroso orientaram,  nos passados dias 25, 26 e 27 de novembro, na Biblioteca Escolar  da EBSCT,  quatro sessões para os alunos do 1.º ano de escolaridade.
Nestas sessões, as enfermeiras ensinaram a  distinguir uma postura corporal correta, de uma incorreta. 
Explicitaram  a postura adequada ao mobiliário na escola e  à utilização da mochila,  a fim de reduzir as dores nas costas e de diminuir o risco de lesões na coluna vertebral.
Como sempre, foram momentos muito animadas e para ensinar a combater o sedentarismo nada melhor que realizar alguns exercícios.
Obrigada à Equipa da Saúde Escolar pela disponibilidade e boa disposição!



Oficina de escrita "Uma mensagem para Marte"


A BE dinamizou uma atividade de escrita, partindo dos desafios apresentados no Projeto “Navegar com a Biblioteca Escolar”, lançado no âmbito da comemorações dos 500 anos da viagem de circum-navegação comandada por Fernão de Magalhães.

O 1.º desafio escolhido foi Quem somos nós? e consistiu na redação de «uma mensagem para Marte», um convite à criatividade mas também à reflexão identitária sobre o que define o ser humano.

Cada turma interessada marcou uma hora na BE e, após uma breve chuva de ideias sobre o que define um ser humano, os alunos das turmas B, D, E, F e G do 7.º ano , com as docentes Alda Fonseca, Beatriz Santos e Irene Romão, e C do 9.º ano, com a docente Ana Santos, refletiram, partilharam ideias e começaram a escrever as suas mensagens. O resultado: umas mais longas e profundas, questionando a ação do ser humano neste planeta, outras voltando-se para questões relacionadas com conteúdos abordados na área de Físico-Química e outras mais leves e revelando curiosidades próprias desta faixas etárias.

A BE pretende dar continuidade a este projeto, respondendo a outros desafios, e no final publicar os trabalhos realizados.



A turma 5.ºG participa "No Poupar Está o Ganho"


No âmbito da área de Cidadania e Desenvolvimento, e indo ao encontro dos objetivos e temas definidos pelo Referencial de Educação Financeira, a turma 5.º G está a realizar os desafios lançados pelo Projeto "No Poupar Está o Ganho", da Fundação Cupertino de Miranda.

Esta iniciativa pretende que os alunos se consciencializem para a importância do dinheiro e possam adquirir competências que lhes permitam a tomada de decisões corretas e informadas no futuro, contribuindo para que sejam consumidores mais responsáveis.


A BE, em articulação com a docente Fernanda Gonçalves, orienta e apoia os alunos na participação e resposta a estes desafios, disponíveis numa plataforma em que os alunos se inscreveram e lhes foi fornecido um código de acesso. À medida da sua disponibilidade e tempos livres, eles dirigem-se à biblioteca e submetem as suas respostas, cumprindo com os prazos previstos. Quanto melhor responderem, maiores competências adquiriram e melhor classificada fica a escola!

Parabéns 5.ºG!!!



A articulação com o Clube Sustentável


Os alunos do Clube Sustentável da Escola Nadir Afonso aproveitaram as tardes de 4.ª feira de novembro e dezembro para irem para a BE realizarem os trabalhos que pretendiam utilizar para a receção à bandeira eco-escolas.
A equipa da BE apoiou esta ação e várias tarefas foram executadas:

     - A partir de embalagens usadas, os alunos fizeram marcadores de livros onde registaram citações de Nadir Afonso, que remetem para a sua obra e sua relação com a natureza.
     - Os compromissos com o ambiente, que cada turma assumiu, foram entregues na biblioteca e, orientados pela equipa, os alunos do clube fizeram a sua transcrição para um modelo próprio, com vista a ser exposto ao público.

No dia da receção da bandeira, 4 de dezembro, foram oferecidos os marcadores de livros aos convidados no evento e cada turma foi ler e colocar, na árvore preparada para o efeito, o seu compromisso.

Sessão de cinema na BE


A realização de sessões de cinema foi uma das sugestões com mais recorrências, aquando da auscultação que a BE fez a todas as turmas da escola no início do ano letivo, sobre atividades que gostariam de ver desenvolvidas pela biblioteca.

E, sempre atentos e empenhados em ir ao encontro dos interesses dos nossos utentes, a BE realizou no dia 12 de dezembro uma sessão de cinema, no âmbito da comemoração dos direitos humanos, em articulação com o projeto de cidadania e as disciplinas de Filosofia e História.


O filme escolhido para o secundário foi “Filadélfia”, do cineasta Jonathan Demme, cujo papel interpretado por Tom Hanks foi premiado com o Óscar, o Urso de Prata e o Globo de Ouro de melhor ator principal e "Streets of Philadelphia", de Bruce Springsteen, recebeu o prémio de Melhor Canção.






O visionamento do filme foi feito pelos alunos da turma 2.º A e a BE disponibilizou, ainda, um roteiro com questões passíveis de suscitar a reflexão e o debate sobre os temas abordados.



O Falco não se esquece de nós…


Uma vez mais e com uma história orientada para esta quadra natalícia, o agente da PSP leu, no dia 12 de dezembro, durante o intervalo, para os alunos que estavam na Biblioteca Escolar, uma história no âmbito do Programa Escola Segura- Eu faço como diz o Falco.
A temática da história Ana no Labirinto das Compras, muito relevante, que ensina como agir em caso de as crianças se  perderem  dos seus familiares quando vão  às compras ou quando caminham por entre uma multidão, suscitou o interesse e atenção dos alunos presentes.

Ao longo da leitura, o agente foi questionado com dúvidas e incertezas de como se deve proceder quando estivermos numa situação idêntica.

Muito obrigada pela vossa presença sempre oportuna e primordial.


Aconteceu um Livro "Amor de Perdição"


Dando continuidade à atividade Aconteceu um Livro, a professora Olívia Dias selecionou a obra Amor de Perdição e preparou uma tertúlia para os alunos do 11.º ano, dado terem esta leitura no seu plano de estudos.

Após agendamento da ação para a penúltima semana de aulas, dia 12 de dezembro, foram auscultados os docentes das 6 turmas para saber da sua disponibilidade e interesse em participar.
Nas duas sessões realizadas, onde estiveram presentes as turmas A, B, C, D e F divididas em dois grupos, a professora Olívia iniciou a abordagem por uma notícia de um jornal da atualidade, referente a um amor que levou à perdição e, a partir daqui, questionando os alunos foi explorando os valores maiores e menores tratados em filosofia, remetendo sempre para excertos desta obra trabalhada em Português.

As tertúlias correram muito bem e os cerca de 120 alunos que participaram na atividade mostraram-se compenetrados na exposição da docente e participativos nas questões que lhes foram colocadas.


19/12/2019

Diversificando instrumentos para avaliar Cidadania


Os docentes de Cidadania e Desenvolvimento (CD), através da sua coordenadora prof.ª Fernanda Gonçalves, articularam-se com a BE e, em conjunto com a prof.ª Anabela Pernas, elaboraram testes online para aplicação aos alunos dos 5.º e 6.º anos, recorrendo à ferramenta Socrative.


Nas duas últimas semanas do período e durante as aulas de CD, os alunos foram enviados em pequenos grupos à biblioteca, para responderem ao questionário sobre os conteúdos lecionados.


Posteriormente, a BE procedeu à recolha e envio das grelhas com os resultados de cada aluno aos docentes das 12 turmas que participaram na atividade. 


Feira do Livro Usado

Decorreu, entre os dias 2 e 6 de dezembro, a Feira do Livro Usado, promovida pelas Bibliotecas Escolares da EBSCT, EBNA e ESJM, e em parceria com a Associação de Pais e Encarregados de Educação.

Uma vez mais, as feiras contaram com a colaboração dos alunos, pais/encarregados de educação e professores que generosamente doaram às bibliotecas livros usados, mas considerados importantes para a formação dos nossos leitores.

Na EBSCT a feira decorreu muito bem, quer no que respeita às doações, quer no que respeita à aquisição de livros, uma vez que num curto espaço de tempo, se vendeu a totalidade dos livros.

Nas EBNA e ESJM a oferta de livros foi bastante diversificada e registou-se, comparativamente com os anos anteriores, maior qualidade nos livros postos à venda mas, apesar dos preços aliciantes, não houve procura suficiente para esvaziar as nossas bancas.

A verba recolhida foi depois entregue à Associação de Pais e destinar-se-á à compra de livros ou outro material considerado necessário e imprescindível às BE.

Obrigada a todos pela vossa inestimável colaboração.



Dia da Escola Nadir Afonso - Estes quadros não me são estranhos!


No âmbito das comemorações do Dia da Escola Nadir Afonso, no dia 4 de dezembro a BE colaborou com a área de Complemento à Educação Artística na concretização da atividade “Estes quadros não me são estranhos”.

Os alunos do 6.ºE e F, orientados pelas docentes Ana Luísa Alegre e Vânia Barroco, elaboraram previamente quadras mistério alusivas a vários quadros de Nadir Afonso. No dia do patrono, e de modo a estimular a atenção e o espírito de observação dos alunos, bem como a concorrência saudável entre turmas, a BE forneceu a cada aluno um boletim, as turmas fizeram a visita à exposição onde estavam todos os quadros trabalhados, sem qualquer indicação relativa ao título ou data de criação e, depois, cada um preencheu o seu boletim, associando o quadro ao seu título após decifração de cada enigma, e devolveu-o à biblioteca.

A par desta atividade, o 6.ºB e o professor Tomás Fernandes prepararam um quadro puzzle, que os alunos teriam de encaixar de modo a descobrir o quadro original de Nadir.

Participaram nesta atividade 148 alunos do 2.º ciclo.

Oficina de Postais de Natal


Na semana de 2 a 6 de dezembro, a biblioteca escolar desenvolveu uma atividade em articulação com a disciplina de Educação Visual, envolvendo as turmas A, D e E do sexto ano, lecionadas pelas professoras Amélia Lopes e Ana Bela Araújo.

A elaboração de postais de Natal, realizados com dobragens em forma de pinheiro e preenchidos com mensagens alusivas a esta época natalícia era o objetivo principal, que foi concretizado plenamente. Os alunos recorreram a folhas de papel impresso, que já não tinham utilidade, e foi uma excelente forma de fazer reciclagem e reutilização de materiais.

No final, para que todos contemplassem o trabalho realizado pelos colegas, foi organizada, na biblioteca escolar, a exposição dos postais com os quais se construiu uma árvore de Natal.

Obrigada a todos e Feliz Natal!



  


PS: Utilizamos esta linda árvore para enviar como cartão de Boas Festas da nossa biblioteca a toda a comunidade!


Oficina de escrita “ Vamos escrever uma carta ao Pai Natal”




Durante a pausa do almoço, os alunos da Escola Nadir Afonso que frequentam autonomamente a BE foram estimulados a refletir sobre o ano que está prestes a terminar e, qual a melhor maneira de evoluir,  senão reconhecer pequenas faltas cometidas e propósitos de melhoria para o novo ano, para si e para outros, colocando-os por escrito?
Sob o mote “Que tal escreveres uma carta ao Pai Natal, a garantir que te portaste bem e que mereces receber a tua prenda?
Voltando à tradição da escrita de cartas, e a menos de um mês da consoada, muitas foram as missivas nas quais se pede o “telemóvel, o computador e o tablet”… Ainda há os que admitem que se portaram “um bocadinho mal” e que prometem melhorar, os que se portaram “mais ou menos bem” e que, por isso, não merecem “muitas prendas”, e há os que pedem “que todas as famílias tenham pelo menos uma prenda”, “paz no mundo” ou “que todas as crianças do mundo tenham um grande Feliz Natal”. Mas, ainda há quem se preocupe com o Pai Natal e prometa deixar-lhe um lanche preparado. E para as renas também!

Obrigada aos 31 participantes por fornecerem tantas e deliciosas leituras ao Pai Natal!

Ho       Ho      Ho!


Música no LXVI Encontro de Leitura

No dia 22 de novembro tivemos o nosso LXVI Encontro de Leitura.

A música, que está presente no nosso agrupamento de uma forma mais marcante por via do protocolo com a Academia de Artes de Chaves, foi o tema central deste serão.


Tantas leituras, das mais simples às mais profundas, nos apresentaram sentidos, sonoridades e musicalidade através das palavras e tantas melodias nos transportaram no tempo e no espaço, como só uma boa música ou um bom livro conseguem!

Fruímos de momentos singulares, que nos encheram de alegria, satisfação e orgulho pelos excelentes leitores, músicos e PESSOAS com quem convivemos, trabalhamos e crescemos.

Para terminar a noite, saboreamos os deliciosos bolos confecionados pela Cláudia e sua mãe, acompanhados de um chá reconfortante e de alguma conversa suscitada pelo tema e pelos textos acabados de ouvir/ler.

O próximo Encontro de Leitura será no dia 31 de janeiro de 2020, de novo na escola sede, sobre o tema Viagens.

Até lá, um bom descanso, desfrutando das melhores leituras!

1.ª Paragem Todos aLeR+ 2027

Com o intuito de dar visibilidade à leitura e de criar e incentivar o hábito de ler, realizou-se, no dia 22 de novembro, às 10h 15 min, a 1.ª Paragem Todos aLeR+2027 do presente ano letivo, subordinada ao tema Música, o mesmo do LXVI Encontro de Leitura.
Alunos e professores leram nas salas de aula,  na biblioteca e os funcionários nos locais onde se encontravam.
Este tema permitia que cada um escolhesse o tipo de leitura que pretendia realizar ou até mesmo ouvir, contribuindo a Biblioteca Escolar com o envio de uma coletânea de poemas destinados a todos os ciclos de ensino.
Obrigada a todos pela vossa participação!




Alunos do 7.º ano participam no Campeonato Nacional de Literacia 3Di


Entre 19 de novembro e 3 dezembro, a biblioteca escolar colaborou com os docentes de Português para a participação das turmas do 7.º ano no Campeonato Nacional de Literacia 3Di,  uma iniciativa da responsabilidade da Porto Editora.

Este desafio pretende avaliar, no 7.º ano, as competências dos alunos no domínio da leitura e nesta 1.ª fase que decorreu a nível escolar, os alunos realizaram uma prova interativa através da plataforma online Escola Virtual.

A BE e as professoras Alda Fonseca, Beatriz Santos e Irene Romão organizaram os alunos, de modo a todos poderem, em contexto letivo e divididos em grupos, participarem no concurso.

Após agendamento de cada turma, enquanto a docente lecionava em sala de aula a um grupo de alunos, os restantes, orientados pela equipa da BE, faziam a inscrição na plataforma e realizavam a prova na biblioteca.

Os alunos das 5 turmas participantes empenharam-se e deram o seu melhor e, agora, aguardamos os resultados que, certamente, nos deixarão orgulhosos do nosso trabalho.


O agrupamento, que participa neste campeonato desde a sua primeira edição, já está de parabéns pois recebeu o selo de escola promotora da literacia
.


Concurso Spelling Bee

A biblioteca escolar recebeu, no dia 21 de novembro, o concurso Spelling Bee, uma iniciativa da área de Inglês que pretende a melhoria do vocabulário e da ortografia.



Na ESJM esta atividade foi organizada pela docente Maria José Seixas e envolveu as suas turmas B e E do 7.º ano e, na EBNA, pelas docentes Maria José Seixas e Isabel Pires para as turmas A e C do 6.º ano.
Em cada escola, os alunos das duas turmas concorreram entre si e coube-lhes soletrar corretamente um conjunto de palavras selecionadas pelas docentes, no âmbito dos conteúdos temáticos abordados na sua disciplina.
A equipa da BE apoiou as professoras na organização do espaço e na anotação dos resultados obtidos por cada aluno ao longo da prova.
A concentração foi visível nos concorrentes e os desempenhos foram muito bons.


No final, foi contabilizado o total de cada turma, tendo ficado melhor classificadas, nesta fase, as turmas C do 6.º ano e E do 7.º ano.

Muitos parabéns às docentes e alunos envolvidos neste concurso que exige atenção, concentração e estudo do vocabulário de língua inglesa.



O Estendal dos Direitos Humanos do 5.ºE


Este ano a Convenção sobre os Direitos da Criança celebrou o seu 30.º aniversário e a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Chaves convidou várias instituições, sendo uma delas o nosso agrupamento, a associarem-se à Campanha Nacional “Estendal dos Direitos” com o objetivo de envolver organizações e cidadãos, através da exposição de mensagens sobre os Direitos da Criança em espaços públicos, procurando, desta forma, aumentar a consciência pública acerca da Convenção sobre os Direitos da Criança; aumentar a consciência das crianças e jovens sobre os seus direitos e facilitar a sua integração plena no processo de desenvolvimento dos seus direitos.

A biblioteca Escolar da Escola Nadir Afonso não ficou indiferente e também se envolveu nesta campanha, associando-se à turma do 5.º E e participando na construção de um estendal coletivo através de um trabalho articulado entre as disciplinas de Cidadania e Educação Visual, lecionadas pelas professoras Madalena Guerra e Ana Bela Araújo,respetivamente.

 


Neste estendal, os alunos selecionaram e expuseram 7 dos 10 princípios que fazem partem da Declaração dos Direitos da Criança, e que devem ser respeitados por todos para que as crianças possam crescer, aprender, brincar e desenvolver-se plenamente e dignamente, com muito carinho e amor.