Entre título/corpo

21/05/2024

Encontro com a autora Matilde Neves e o ilustrador Júlio Jesus

   

No dia 20 de maio, Matilde Lopes Neves, natural de Chaves, visitou a EB Stª Cruz Trindade para falar da sua obra “O mercado das saudades”.

Matilde iniciou as sessões afirmando que tem um orgulho imenso da terra que a viu crescer e tornar-se adulta.

Socióloga de profissão, ao longo do seu percurso de trabalho, cresceu e aprendeu com os

outros, na educação, no respeito e na vontade de ser todos dias mais e melhor.

Teve oportunidade de desenvolver o seu trabalho em diferentes áreas, desde as crianças à terceira idade, passando pela formação de adultos e pela atenção aos jovens com deficiência ou incapacidade. Com todos eles aprendeu imenso sobre a entrega e os valores incondicionais do amor.

Nas horas vagas, coloca no papel um pouco do que sente dentro no seu coração agitado com os que ama e com o mundo!

Esteve também presente o ilustrador da obra, Júlio Jesus, natural de Chaves, professor do Ensino Básico na variante de Educação Visual e Tecnológica.

Neste momento é autarca Local, na Junta de Freguesia de Santa Maria Maior em Chaves. Tem uma vasta experiência na área social, apoiando a inclusão e ocupação de pessoas socialmente vulneráveis.

Colabora ativamente em projetos de voluntariado e no seu tempo livre, usa a tela para dar expressão ao seu talento.

O diálogo à volta do livro foi dirigido para todos os alunos do 1.º Ciclo.

Os encontros com autores e ilustradores são iniciativas de grande importância porque proporcionam um contato direto com os criadores das histórias e ilustrações que fazem parte do seu quotidiano escolar, despertando nos mais pequenos um maior interesse pela leitura e pela escrita.

Ao conhecer os autores, as crianças têm a oportunidade de descobrir o processo criativo por trás dos livros que leem, entendendo que as histórias nascem de ideias e experiências que podem ser muito semelhantes às suas próprias.

Ao interagir com os ilustradores, os alunos percebem como as imagens são criadas e como estas complementam e enriquecem as narrativas, estimulando a sua criatividade e habilidades artísticas.

Esses encontros também incentivam o desenvolvimento de competências linguísticas e críticas, pois as crianças são encorajadas a fazer perguntas, a expressar as suas opiniões e a refletir sobre os temas abordados nos livros.

   


17/05/2024

Ler para aprender e ser - Girando o livro

 

A atividade "Girando o Livro", é uma experiência encantadora para os pequenos leitores do 1.º ano.  Esta atividade consiste na colocação de questões, relacionadas com a leitura, numa roda em formato digital. Cada uma das crianças gira a roda e responde à questão que lhe sai, de acordo com a leitura efetuada.

A atividade constitui-se como um momento em que a imaginação “voa livremente”, permitindo que cada criança crie as suas próprias interpretações e se conecte com as narrativas de uma forma única e especial.

Além da leitura, também se promove a expressão oral e a interação entre as crianças. Estas, de acordo com a questão que lhes sai aleatoriamente na roda, partilha as suas impressões, comenta sobre as partes favoritas das histórias lidas e até mesmo cria as suas próprias versões dos contos, estimulando assim a criatividade e a comunicação.

“À volta do livro” não é simplesmente ler um livro, é também uma jornada de descobertas, de aprendizagem e muita diversão, o que contribui significativamente para o desenvolvimento cognitivo, emocional e social dos alunos nesse primeiro ano escolar.

14/05/2024

Traços de uma cidade, in Latitudes da Língua Portuguesa

Tó Ribeiro

António Manuel Santos Ribeiro é licenciado em Educação de Infância. A sua monografia final abordou o Desenho Infantil, tendo, neste período de formação, elaborado cartazes para alguns dos Cursos de Verão da UTAD. Foi cartunista de dois jornais de Braga e do Semanário Transmontano, em Chaves, e fez cerca de 400 ilustrações para um projeto europeu de formação agrícola.

Há 17 anos ligado profissionalmente à área comercial, nunca deixou de desenhar. Ilustrou vários livros e peças únicas de vestuário, lecionou oficinas sobre a sua arte, participou em exposições e concebeu suportes de divulgação e merchandising. Em 2022 teve aquele que denomina como o “auge da sua não carreira”, com a projeção do seu desenho ao vivo, durante a atuação da Orquestra de Sopros da Academia de Artes de Chaves, na 'Windband Concert Division' do 'World Music Context', momento em que se sagrou-se campeã do mundo.

Durante o mês de maio está patente, na Sala Polivalente da Biblioteca Municipal recebe, a mostra de desenho e ilustração “Catarses em forma de exposição”, da sua autoria.

Tó Ribeiro aceitou o convite da Biblioteca e de uma turma do 1.º ano para participar na iniciativa “Latitudes da Língua Portuguesa”, para que com a sua orientação se desenhassem postais alusivos aos pontos mais importantes de Chaves.

Estes postais serão enviados para o AE Dr. Ferreira da Silva, na Vila de Cucujães, de Oliveira de Azeméis.