15/06/2015

Partilha de Leituras 5.ºD - 7.ºB

Na sexta-feira, dia 12 de junho, a turma 5.ºD dirigiu-se à Escola Dr. Júlio Martins para retribuir a partilha de leituras que os colegas do 7.ºB iniciaram em janeiro, na Nadir Afonso.

Na aula de Português, os alunos do 5.ºD prepararam uma leitura dramatizada da história O melhor presente, de Alice Vieira e, vestidos a rigor, contaram as peripécias de uma princesa que pretendia casar com o pretendente que lhe trouxesse o mais valioso presente.

No final, propuseram aos colegas do 7.ºB uma atividade de escrita, que visava aumentar o número de candidatos à mão da princesa, seguindo as orientações selecionadas para cada grupo.

No final, o porta-voz de cada grupo assumiu o lugar de príncipe e expôs à princesa e restante público as suas qualidades bem como os presentes que trazia para conquistar tão difícil majestade.





Parabéns aos alunos (5.ºD, pela excelente leitura da história, e 7.ºB, pelo textos produzidos) e respetivas docentes (professoras Milena Melo e Cândida Ventuzelos) por este magnífico momento de partilha, na nossa biblioteca.


Vencedores dos Desafios Bom Português

No último dia de aulas do ano letivo, a BE da Nadir Afonso premiou os alunos que, ao longo do ano, participaram nos Desafios do Bom Português. Estes desafios foram lançados semanalmente, mantiveram a BE mais dinâmica e a adesão por parte dos alunos do 2.º ciclo foi muito boa. Todas as turmas tiveram alunos a participar em algum dos desafios.


Os grandes vencedores foram:

    Filipe Fernandes – 5.º C
   Maria Costa Reis – 6.º C
   Margarida Fraga – 6.º C
   Rui Pedro Mota – 6.º B






Foram entregues, ainda, os prémios do TOP + de abril e maio e aproveitou-se, também, para agradecer à turma 5.ºH, com um lindo diploma, pelo seu envolvimento na dinamização de uma história, aquando atividade da articulação e integração realizada na biblioteca para os alunos dos 4.º anos das escolas do agrupamento e escolas privadas.



Parabéns a todos os participantes!

Desejamos umas boas férias a todos os nossos utentes e um verão cheio de boas leituras!

12/06/2015

O que penso sobre... Ler na Cadeira do Rei



A leitura semanal na cadeira do rei é uma atividade muito apetecida e motivadora, direcionada para os alunos do 2.º ano de escolaridade.
Com o final do ano lectivo, os alunos despedem-se dela com alguma tristeza, mas fazendo um balanço bastante positivo e esclarecedor acerca da sua experiência e perceção desta forma de leitura.


Turma 2.º A
"Eu penso que a cadeira do rei foi uma atividade muito divertida, acho que nos fez bem para não termos vergonha de ler em frente às pessoas. Eu gostei de ouvir os meus colegas porque eles leram muito bem e escolheram histórias divertidas e engraçadas."(Rita Nascimento)

"Eu do que mais gostei de fazer na biblioteca foi de ler na cadeira do rei. Também gostei de conhecer muitos livros e gostei das professoras que são simpáticas e amáveis." (Gonçalo Ribeiro)

"Eu gostei muito de ler para os meus colegas e também gostei de os ouvir. Para o ano quero continuar a vir à biblioteca." (Diogo)

"Adorei ler e é uma coisa que me fez feliz e desenvolve-me a capacidade de ler melhor e aprender mais. A leitura faz parte da minha vida." (Gonçalo Filipe)

Turma 2.ºB
"Esta atividade foi interessante. Eu acho que ajudou a ler um bocadinho melhor a todos os alunos." (Raquel)

"Eu achei a “Cadeira do rei” uma óptima atividade. Achei as histórias muito divertidas e engraçadas e a atividade muito interessante. " (Rita Ribeiro)

"Eu ao longo do ano achei que era “fixe” esta atividade da cadeira do rei. Eu adorei e ensinou-me a deixar de ter nervos quando leio para os colegas." (Daniela)

"A cadeira do rei é muito confortável e é muito interessante ler nela. Ler na cadeira do rei ajuda a ler melhor. Gostei muito desta atividade." (Beatriz Ferreira)

Turma 2.ºC
"Senti-me um pouco envergonhada mas depois comecei a ler e consegui vencer a vergonha e fiquei feliz." (Viviana)

"A leitura ajudou-me muito a não dar erros e a escrever melhor." (Dinis)

"Ler na cadeira do rei ajudou-me a começar a escrever histórias. Ao princípio estava nervosa mas ao mesmo tempo estava feliz." (Matilde)

"Eu acho que a biblioteca é muito importante porque os livros ensinam-nos muitas coisas que são úteis para todos nós. Eu gostei de ler na cadeira do rei,  mas estava nervoso." (Gino)

Turma 2.ºD

"Quando li na cadeira do rei senti que os meus colegas gostaram de me ouvir e também da história que li. Senti uma grande emoção quando eles aplaudiram. Esta atividade é muito interessante e mesmo no 3.º ano deveria  continuar." (Diana Rodrigues)

"Quando foi a minha vez de ler na cadeira do rei fiquei nervosa mas quando me sentei à frente de todos os meus colegas o meu nervosismo desapareceu e fiquei encantada porque nunca me tinha sentido assim." (Joana)

"Adorei ler para os meus colegas e ter a oportunidade de me sentar na cadeira do rei. Gostei muito de ouvir os meus colegas e acho que esta atividade devia continuar."  (Sofia Taveira)


"No princípio estava um bocadinho nervosa mas depois acalmei-me quando vi que os meus colegas estavam com atenção e estavam a gostar. Ler na cadeira do rei fez-me lembrar a minha mãe a contar-me histórias." (Lara Ribeiro)


3.ª Paragem Todos aLeR+

A 3.ª Paragem Todos a LeR­+ deste ano lectivo teve lugar no passado dia 9 de junho, véspera do Dia de Camões de Portugal e das Comunidades Portuguesas, motivo pelo qual teve como tema de fundo Portugal.

Alunos, professores e demais elementos desta comunidade educativa, incluindo as escolas do meio rural, dedicaram assim e em simultâneo, alguns minutos à leitura,  os quais se consubstanciam num elo de ligação entre os vários contextos educativos do nosso Agrupamento.

Registámos alguns momentos... 







11/06/2015

Na Rota dos Tablets aLeR+



O incentivo ao uso das novas tecnologias está a ser implementado nas nossas bibliotecas através da utilização de Tablets.
Com verba do Projeto aLeR+ e verba do Agrupamento,  destinada ao fundo documental das bibliotecas, foram adquiridos 10 Tablets para realização de leituras em sala de aula e leitura autónoma.
Acreditamos que este dispositivo multimédia é um recurso com potencialidades que permitem modificar os hábitos de leitura de forma significativa e melhorar os espaços de aprendizagem  e as dinâmicas da sala de aula.
Podem ser usados para leitura de livros, jornais e revistas, acesso à Internet, produção de documentos, etc, mas não devem ser comparados a computadores.
Todas estas funcionalidades, no nosso entender, propiciarão um aumento da  motivação dos alunos para a leitura, fomentado, ao mesmo tempo, a interação entre pares.
Para o próximo ano letivo, pensamos ter uma biblioteca digital organizada, recorrendo a equipamentos e software adequados, de modo a incentivar a generalização do uso dos Tablets em contexto letivo, impulsionando todos, alunos e professores, para descobrir novas leituras na Rota dos Tablets aLeR+.

Deixamos o registo de alguns momentos…




XXXVI Encontro de Leitura | Castelo de Santo Estêvão

A véspera do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas não poderia ser celebrado de melhor forma: com um Encontro de Leitura no Castelo de Santo Estêvão.


Decorreu no dia 9, às 21 horas, num local lindíssimo e o melhor para festejar Portugal, tema que todos respeitaram nas suas intervenções.

Como vem sendo apanágio destes serões temáticos, os leitores esmeraram-se na escolha das leituras mais divertidas, curiosas, surpreendentes e arrebatadoras. Ficamos maravilhados com o cântico dos hinos de Portugal e da Vila Medieval de Santo Estêvão, os factos históricos contados, as lendas associadas ao castelo e à terra, os poemas e as histórias da grandeza do nosso país e tantas outras mais brincalhonas que levaram todos à gargalhada. Também houve lugar para a Língua Gestual Portuguesa que os alunos da escola aprendem para poderem comunicar com um dos colegas.

Neste Encontro compareceram discentes e docentes de várias escolas do Agrupamento mas com maior relevo para os do jardim-de-infância e escola de Santo Estêvão. A equipa docente deste estabelecimento está de parabéns pelo envolvimento dos alunos do pré-escolar e 1.º ciclo bem como dos pais e encarregados de educação e de outros elementos da comunidade.





No final do evento a senhora presidente da junta de freguesia, Maria Antónia Chaves, convidou os presentes a realizarem uma visita guiada ao castelo, onde decorre uma interessante exposição, e a saborearem um lanche delicioso.

A equipa do projeto aLeR+ felicita todos os que contribuíram para o sucesso desta noite de leituras, desde a seleção de textos à criação das condições necessárias à sua realização ao ar livre, que exigiu um trabalho minucioso mas que valeu, verdadeiramente, a pena!


Podemos afirmar que os Encontros de Leitura conseguiram o mérito de trazer, todos os meses, a comunidade à escola, através da prática comum de ler em voz alta, partilhando ideias, reflexões e pensamentos.


O encerramento dos Encontros de Leitura 2014/15 foi supremo e majestoso. 



Para recordar estes 5 anos de existência:





05/06/2015

Animais Selvagens | Literacia da Informação


O referencial “Aprender com a Biblioteca Escolar” que serve de suporte à atividade “Projeto a projeto no caminho certo” foi a base para a elaboração de um trabalho muito interessante de Literacia da Informação, dos alunos de 1.º e  2.º ano da E B  de Mairos.

Em estreita colaboração intergeracional com os utentes do Centro Social e Paroquial S. Tiago de Mairos, os alunos projetaram e construíram um livro intitulado “Animais Selvagens”, onde se destaca o seu conteúdo informativo mas também o seu aspeto gráfico e material.



Complementaram o trabalho em podcast que passamos a apresentar.



 


Parabéns a todos os alunos e senhora professora, bem como a todos os utentes e às técnicas de Animação Sociocultural do Centro Social e Paroquial S. Tiago de Mairos, pelo excelente trabalho apresentado.




XXXVI Encontro de Leitura






02/06/2015

XXXV Encontro de Leitura



O coração foi o tema que serviu de mote para a realização do encontro no dia 29 de maio, às 21h, na Escola Básica de Santa Cruz Trindade, no âmbito do Projeto aLer+.

As leituras incidiram no binómio coração/vida e coração/sentimento que encantaram os ouvintes, pois alguns textos revestiam-se de algum humor e picardia.

Uma vez mais a participação dos leitores superou as espectativas, entre os quais salientamos a presença de um número elevado de leitores do 1.º ano que acompanhados ou sozinhos leram descontraídos e com muita alegria.






 Parabéns a todos os que colaboram e fazem crescer a nossa comunidade leitora!

Vamos lá a preparar o próximo, no Castelo de Santo Estêvão, no dia 9 de junho, com o tema PORTUGAL.



O 7.ºC em direto na Cidadânia

No dia 29 de maio, sexta-feira, o Agrupamento organizou uma exposição aberta à comunidade, de trabalhos realizados na área curricular de Educação para a Cidadania, a que deu o nome de Cidadânia.

A turma do 7.ºC apresentou os seus trabalhos, realizados ao longo do ano letivo, em colaboração com a biblioteca escolar, no âmbito do Referencial Aprender com a Biblioteca Escolar.

No auditório foi apresentado o filme “O atentado ao jornal Charlie Hebdo” que abordou os temas terrorismo e liberdade de expressão e, na sala de convívio foram realizados 8 programas de rádio, em direto, sobre vários temas: cidadania na escola; bullying; comportamentos de risco; violência doméstica e violência no namoro; jovens e internet; tráfico de seres humanos; o som nosso de cada dia e a escola ideal.

Esta ação causou muita curiosidade junto dos muitos ouvintes que foram passando pela sala de convívio e abriu o apetite para repetirmos no próximo ano!





O nosso agradecimento à professora Cidália Pires que apoiou a edição dos programa de rádio durante toda a manhã.

01/06/2015

Ernesto - O Menino com Gaguez



Realizou-se no dia 27 de maio, pelas 9h30,  na biblioteca escolar, uma ação de sensibilização subordinada ao tema Gaguez / Disfluência  para os alunos das turmas do 2.ºD e 3.ºB organizada pelaTerapeuta da Fala do CRI APCVR, Magda Florêncio, em articulação com as professoras de Educação Especial da EBSCT.

Ao longo da sessão e através da leitura da história Ernesto - O Menino com Gaguez em Familia, os alunos tomaram consciência do que é a Disfluência, como sendo um problema de comunicação que resulta na interrupção do curso da fala.

Esta dificuldade manifesta-se através da repetição de sons, sílabas,  palavras, prolongamento de sons, bloqueio/ficar preso antes de começar a falar, fazer caretas, piscar de olhos, fazer movimentos com o corpo ao falar.

Aprenderam que quando alguém está a  gaguejar devemos:
- ter paciência e não fazer cara de zangado;
- não completar as frases, cada um é capaz de falar sozinho;
- não interromper quando se fala, é mais difícil continuar;
- não chamar nomes, nem brincar com a forma  de falar, porque deixa as pessoas tristes;
- não dizer para ter calma, falar devagar ou respirar, não adianta pois  é preciso tempo;
- não chamar gago…

Também foi importante saber que todos gaguejamos quando estamos contentes e queremos muito contar uma coisa a alguém; quando temos de fazer um discurso em frente a muitas pessoas, falamos ao telefone com uma pessoa importante ou quando estamos nervosos ou assustados com alguma coisa. Os intervenientes estiveram atentos e interessados, compreenderam a mensagem, deixando-se sensibilizar por ela.





Alunos do 6.º ano na BE da Júlio Martins

No dia 28 de maio a biblioteca escolar da E.S. Dr. Júlio Martins foi um dos espaços por onde passaram todos os alunos do 6.º ano do agrupamento.

Durante os vinte minutos que estiveram na BE, os oitos grupos acompanhados dos respetivos professores assistiram a uma seleção de trabalhos realizados pelos colegas do 7.ºC.

Esta turma está a trabalhar a área da literacia dos média do Referencial Aprender com a Biblioteca Escolar e, nas áreas de Físico-Química, Educação para a Cidadania e História, tem vindo a elaborar vários trabalhos recorrendo a ferramentas variadas, num projeto colaborativo dos docentes e alunos com a biblioteca escolar.
Esta mostra pretendeu entusiasmar os mais novos a realizar projetos semelhantes, mais criativos e estimulantes, e cujos resultados revelam aumento de conhecimentos nas várias áreas curriculares e progressos no domínio das tecnologias e das ferramentas da WEB.   

Os alunos do 6.º ano estiveram exemplares: muito atentos e curiosos e surpreendidos pela criatividade dos trabalhos dos colegas do 7.ºC.


A BE da Nadir recebeu os alunos dos 4.º anos

Nos dias 26 e 27 de maio, a biblioteca da Escola Nadir Afonso foi um dos espaços que recebeu os alunos nas atividades de Integração/Articulação, preparadas para todas as turmas do 4.º ano do Agrupamento, assim como do Ensino Particular. 
Este atelier consistiu numa leitura dramatizada da história “Meninos de todas as cores”, de Luísa Ducla Soares, feita pelos alunos do 5.º H. 


Agentes da PSP leem na EBSCT

Os agentes Terra e Jaime, da PSP de Chaves, visitaram ao longo do ano a biblioteca escolar da EBSCT para ler  histórias às crianças e alunos do 1.º Ciclo, com o propósito de alertar os mais novos para os riscos e transmitir conselhos sobre a sua segurança.
As histórias lidas Os meninos e o Sr.E ,  A Ana no Labirinto das Compras, Um Susto de Campainha, As três Primeiras Pedaladas e a Pulseira das Conchas, fazem parte de um conjunto de 10 histórias (contos) que a PSP tem para ler  nas escolas no ano letivo de 2014/2015.

As ações de sensibilização por parte da PSP são frequentes nas escolas, evidenciando o papel da polícia como alguém amigo e  que está sempre pronto a ajudar.
Cada história alerta para  um determinado risco, salientando-se o seu cariz pedagógico, incentivando os alunos, através do Polícia Falco,  a nunca falar com estranhos, nunca aceitar nada de estranhos ou andar sempre com amigos no caminho para a escola.


Os alunos mostraram muito interesse e fizeram questões sobre os diversos assuntos. Foram esclarecidas dúvidas e dados muitos conselhos.
Agradecemos aos agentes da PSP cuja presença será sempre bem vinda na nossa escola. Obrigada.