26/11/2014

25 de novembro - Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres

Organizada pela equipa da biblioteca escolar, coordenadora dos Diretores de Turma do 3.º ciclo e Amnistia Internacional, a atividade envolveu os alunos de todos os ciclos de ensino do Agrupamento e os docentes (educadoras, titulares de turma e diretores de turma) quer trabalhando o tema nas aulas de Educação para a Cidadania, quer através do Clube dos Direitos Humanos. Ao longo desta fase de preparação, os alunos também elaboraram frases sobre este tema, que foram proferidas aquando da cerimónia.

Nesse dia, a par da colocação dos moinhos nos jardins das 3 escolas da cidade, do nosso Agrupamento, representando as mais de 30 mulheres mortas, este ano, vítimas de violência doméstica, na escola Nadir Afonso e Júlio Martins foi divulgado, na sala de convívio dos alunos, um conjunto de vídeos de apelo à defesa dos Direitos Humanos e à erradicação de todas as formas de violência.

O nosso agradecimento aos alunos do Curso Profissional Técnico de Recuperação do Património Edificado, sobretudo ao André Martins,que providenciaram os suportes em madeira necessários à atividade, e do Curso Profissional Técnico de Multimédia, que realizaram a reportagem nas 3 escolas, e ainda aos professores Cidália Pires, Carlos Reis e João Florêncio por todo o apoio prestado na organização do evento.







25 de novembro - Reportagem da sinal TV






24/11/2014

XXIX Encontro de Leitura


Ler ciência foi o tema do último Encontro de Leitura realizado na passada sexta-feira, dia 21 de novembro às 21 horas, na Escola Secundária Dr. Júlio Martins.
A sugestão partiu do Departamento de Ciências Experimentais para assinalar o Dia Nacional da Cultura Cientifica, celebrado no dia 24 de novembro, dia em que nasceu Rómulo de Carvalho. Esta homenagem data de 1997 e o AEJM, este ano, uniu-se às comemorações e fê-lo de um modo diferente e enriquecedor!

Estiveram representados todos os níveis de ensino do agrupamento e foram lidos poemas, factos científicos, opiniões e excertos divertidos e inesperados. Houve ainda uma leitura dramatizada, uma leitura acompanhada de flauta transversal e a interpretação dos jograis e dos jogralitos (professores e alunos). Todo o encontro foi acompanhado ao piano, tocado pelos nossos alunos Armando Medeiros e Miguel Mendonça, do Ensino Articulado da Música.
No final, a professora Fernanda Medeiros, de Físico-química, surpreendeu-nos ao criar um fogo-de-artifício muito colorido que nos deixou de boca aberta!

Por isso, quando o professor Gil Alvar fez a experiência de projetar imagens para conseguir que todos bocejassem, não foi tão bem-sucedido como pretendia. Leituras tão interessantes não deixam ninguém com vontade de dormir!

Este encontro tão estimulante foi mais uma prova de que o trabalho colaborativo compensa.

22/11/2014

Dia do Não Fumador

O Dia do não fumador, comemorado a 17 de novembro, visa sensibilizar as sociedades para os fatores de risco associados ao uso do tabaco.
Não alheia aos malefícios que o uso do tabaco pode causar, a biblioteca da EBSCT, dinamizou várias sessões, ao longo da semana de 17 a 21 de outubro,  que visaram sensibilizar todas as crianças e alunos do 1.º ciclo, para os danos associados ao consumo de tabaco, na perspetiva de lhes desenvolver atitudes e hábitos promotores de saúde.
A Equipa de Saúde Escolar, em articulação com a biblioteca, orientou as sessões destinadas ao 4.º ano de escolaridade e organizou uma exposição no átrio da escola.
Todas as sessões se caracterizaram pelo seu papel interventivo abrangente, uma vez que abordaram os malefícios do tabaco, consumo do álcool e outras drogas, e de sensibilização, com forte apelo ao não consumo destas substâncias.
Assim, recorreu-se à projeção dos filmes No país do King Size e Mónica e o Álcool, com os quais os alunos se entusiasmaram e cujos desfechos poderão ter contribuído para alcançar os objetivos desejados.
Para complementar esta atividade, todas as turmas elaboraram uma frase de alerta sobre os malefícios destas substâncias, que foram colocadas nos vários espaços da escola.



21/11/2014

Articulação com a Equipa de Saúde Escolar – Postura Corporal


Saber distinguir uma postura corporal correta de uma incorreta pode fazer toda a diferença na nossa saúde, uma vez que as posturas incorretas contrariam o equilíbrio corporal e representam um dos principais fatores de risco das doenças que afetam a coluna.
Tendo em conta o número de horas que os nossos alunos passam sentados na sala de aula, bem como a dinâmica corporal necessária ao transporte do material escolar, a Equipa de Saúde Escolar, responsável pelo Projeto de Educação para a Saúde, dinamizou duas sessões didáticas de sensibilização para esta problemática, direcionadas aos alunos do primeiro ano de escolaridade, nos dias 11 e 12 de novembro.
As enfermeiras Olga Teixeira e Clara Sèvegrand, através de uma projeção multimédia, elucidaram os alunos para a adoção de posturas corretas nas diversas situações do quotidiano.
No final, exemplificaram e treinaram algumas dessas posturas com os alunos.

19/11/2014

XXIX Encontro de Leitura - Ler Ciência


Vencedores do concurso de Quadras de S. Martinho


O concurso decorreu até ao dia 7 de novembro e o júri analisou 36 quadras, criadas pelos 14 alunos e 2 docentes participantes. 

Os prémios serão entregues no Dia da Escola Nadir Afonso.




Quadras e alunos premiados

No dia de S. Martinho
Há uma tradição
Brincar com os amigos
E a quem precisa dar a mão
Cátia Santos Gonçalves, 6.ºE

Castanhas vamos comprar
Sem muito dinheiro gastar
Pois este ano estão caras
E precisamos de poupar
Maria Costa Reis, 6.ºC

Não deixamos que as castanhas
Fiquem com teias de aranhas
Comemos castanhas quentinhas
Para acompanhar as sardinhas
Hugo Neves/ Ricardo Dias/ Tiago Batista, 5.ºH



Quadra e docente premiado

Com calor de verão
São Martinho outonal
Dá-nos marmelada no pão
E castanha divinal.

Francisco António Chaves Melo, docente de Geografia





07/11/2014

Obras selecionadas para o CNL



Articulação com a Equipa de Saúde Escolar – Educação Sexual

A Educação Sexual como força estruturante que acompanha toda a nossa vida numa perspetiva de desenvolvimento biopsicossocial, permite trabalhar com os alunos vetores fundamentais para o seu percurso como pessoas.
Foi nesta perspetiva que, nos dias três e quatro de novembro, os alunos do 3.º ano de escolaridade assistiram a sessões orientadas pela enfermeira Clara Sèvegrand, nas quais foram abordados conteúdos curriculares sobre o corpo humano e o aparelho reprodutor.
A magia da vida  foi assim explicada às crianças de uma forma lúdica, mas esclarecedora, através de um power-point informativo sobre a  fecundação, gravidez e parto; da leitura do livro “Para onde foi o Zezinho?” e da projeção do filme "Reprodução Humana".


Leitura não se aposenta


“ A ovelhinha que veio para jantar”, “O peixe do copo dos dentes que queria nadar” e “ Uma corrida de vassouras”, foram os títulos escolhidos para animar as sessões de leitura da atividade A leitura não se aposenta, respetivamente pelos professores Ermelinda Rodrigues, Amália Rodrigues, Helena David e Rui Queirós.

Três histórias interessantes e cativadoras que muito encantaram e captaram a atenção dos alunos do primeiro ano, não só pela forma como foram lidas e apresentadas, mas também pelo encanto e proximidade que o contacto com os mais velhos proporciona.



05/11/2014

Apoio curricular em articulação com a sala de aula

Os meios audiovisuais e multimédia de que a biblioteca dispõe e disponibiliza, a alunos e professores, são elementos motivadores e facilitadores das aprendizagens.
Foi neste âmbito que ao longo do mês de outubro, a biblioteca dinamizou e promoveu sessões de apoio ao currículo para os alunos dos 3.º e 4.º anos de escolaridade, através da projeção de filmes temáticos sobre o corpo humano, sua estrutura e funções vitais.




04/11/2014

Concurso Nacional de Leitura 2014/15









Concurso de Ortografia 2014/2015



As bibliotecas escolares, em colaboração com os docentes de Português do Agrupamento, lançam o Concurso de Ortografia 2014/15, cujo regulamento pode ser consultado aqui:











27 de outubro - Dia da Biblioteca Escolar

 
 
1.ª Paragem Todos a LeR+

Incluídas desde o início no nosso Projeto aLeR+, as paragens de leitura são momentos de grande visibilidade no agrupamento. Durante 15 minutos todas as outras atividades param e dão lugar à leitura.
A 1.ª paragem do presente ano letivo decorreu no dia 27 de outubro, às 11.15 horas, e foi dedicada aos livros e às bibliotecas.
Em todos os níveis de ensino e escolas do AEJM se assinalou a importância da leitura no nosso agrupamento. 





 
Música e leitura da obra "Ler, doce ler" de José Jorge Letria e apresentação do trabalho "A tua biblioteca escolar: um mapa de ideias"
 
A turma 6.ºE , acompanhada do seu professor Heitor Reis apresentou uma sessão, na biblioteca da escola Nadir Afonso, de leituras acompanhadas de música e de imagens subordinadas ao tema que se assinalava no dia 27 de outubro: as bibliotecas escolares.
A turma do Vocacional 1 elaborou um trabalho que esteve exposto na biblioteca durante a semana e, pela voz da professora Natália Carvalho, ficamos a perceber o que representava cada um dos elementos que o constitui e que levou à criação do mesmo.
 
 
 
 
 
Encontro com o escritor Fernando Azevedo

Os encontros com autores são sempre momentos de grande expectativa, interação e partilha de saberes. Este contexto fica altamente valorizado quando o autor em causa faz parte da “prata da casa”, uma vez que o mencionado autor é professor do 1º ciclo neste Agrupamento, de seu nome, Fernando José Coelho Azevedo.
Foi com uma sessão formal mas intimista que este autor, acompanhado da ilustradora Isaura Sousa, uma artista plástica em verdadeira ascensão artística, também ela professora neste Agrupamento, quiseram honrar e apresentar aos alunos da EBSCT, no dia 27 de outubro, a sua mais recente publicação “A magia dos sonhos”.
Uma publicação apelativa e emotiva porque, e parafraseando o autor, neste livro “…há magia, há sonhos, há realidades, há caminhos que nos levam a terras imaginadas, a terras sonhadas e também a terras reais”.
Autor e ilustradora corresponderam solícitos ao interesse que a obra despertou nos leitores, autografando e dedicando individualmente os exemplares adquiridos pelos alunos e demais elementos da comunidade escolar.